Dicas e Truques

Tintas - 3 Cores Tintas

Como escolher o pincel certo? Subir (Voltar)
Pincéis de pintura podem ser redondos (retém mais tinta, bom para cobrir grandes áreas) ou chatos (espalham melhor a tinta), mas existem vários outros detalhes para considerar na escolha do pincel certo. Veja alguns:

- A qualidade do pincel tem um efeito direto na qualidade do acabamento e na facilidade com a qual a tinta é controlada e aplicada.

- Para uma melhor empunhadura, prefira os pincéis de cabo de madeira crua.

- Para recortes precisos em superfícies próximas, como molduras de janelas, prefira pincéis de corte angular.

- Para tintas à base de água, prefira pincéis com cerdas sintéticas, pois as cerdas não se expandem quando umedecidas.

- incéis com cerdas naturais são indicados apenas para tintas à base de solvente, como pinturas a óleo e vernizes.

- O tamanho deve variar de acordo com a área a ser pintada: prefira os de 30 mm a 50 mm para detalhes, os de 50 mm a 80 mm para portas, os de 100 mm para áreas maiores (como pisos e paredes) e os de 150 mm ou mais para paredes e muros.

- Antes de realizar uma pintura com tinta à base água, o pincel deve ser lavado com água. Caso a pintura seja com tinta de base solvente, o pincel deve ser mergulhado no solvente.

- Uma aplicação uniforme é mais resistente à sujeira ou à contaminação por fungos e algas.



Como usar as cores em equilíbrio no ambiente? Subir (Voltar)
A aplicação de cores no ambiente pede equilíbrio. Por exemplo, se pintar uma parede de vermelho, é bom pensar em aplicar o branco nas outras três. A composição de tons de uma só cor também fica boa e pode ser feita mesclando os mais claros com os mais escuros. Escolha um tom para servir de base e um mais vibrante para a parede, levando em conta a cor dos móveis e das cortinas. Quem pretende ousar com matizes mais fortes ou vibrantes deve escolher a parede principal do ambiente - como a que fica de frente para a porta da entrada, que chama a atenção - e evitar destacar paredes recortadas. Em ambientes pequenos, a regra geral é usar cores que "afastem", como o azul e o verde; se a intenção é estimular a sensação de aconchego, opte por cores escuras e vibrantes, como o vermelho e o amarelo. No teto, dois truques básicos são: usar uma cor mais escura para rebaixar o pé-direito (distância do piso ao teto) alto, "diminuindo" o ambiente, e optar por uma mais clara - de preferência branco - para "ampliar" o espaço diminuto. Uma regra para obter definição espacial é ter o piso mais escuro do que a parede, que deve ser mais escura do que o teto. Na cozinha, fuja da ditadura do branco com detalhes em cores quentes estimulantes, como vermelho, laranja e amarelo. O excesso de luminosidade de uma parede branca atrás da televisão atrapalha a concentração na tela; a dica é pôr uma estante ou outra cor na parede.



Qual a tinta indicada para cada serviço? Subir (Voltar)
A tinta esmalte, muito resistente, é indicada para superfícies expostas ao tempo, como grades de ferro, gradil de jardins, portões de aço e peças de madeira, como colunas estruturais, portas e esquadrias. A tinta a óleo, especialmente indicada para peças de madeira, dá um acabamento impermeável, brilhante e muito bonito em móveis, janelas e portas. As tintas PVA, ou látex, são resistentes e podem ser lavadas com frequência. As tintas acrílicas são muito parecidas com as tintas látex, mas são muito mais resistentes a intempéries (sol e chuva), recomendadas para a pintura de partes externas e fachadas de prédios. As tintas aquarela e guache são indicadas para pequenas aplicações, utilizadas principalmente em pintura de quadros artísticos e artesanato As tintas epóxi, muito aderentes e extremamente resistentes mesmo ao desgaste mecânico, oferecem acabamento brilhante e são muito usadas em certos tipos de impressões serigráficas, pisos, paredes de banheiros e cozinhas, até para colorir superfícies revestidas com azulejos e pastilhas.



Que tipo de rolo devo usar? Subir (Voltar)
Ideais para pintar áreas grandes, os rolos garantem o maior rendimento do material utilizado. Verifique as orientações da embalagem antes de comprar e escolha o tipo certo para cada serviço, material e superfície de aplicação. Dicas: - Rolo de lã pêlo baixo (sintética ou de carneiro) - indicado para tintas à base de água, PVA e acrílica. Também há um rolo de lã específico para aplicação de produtos epóxi. - Os rolos de espuma são usados para aplicar esmaltes, vernizes, tintas a óleo e complementos como fundos de madeira e metal. - Já os de espuma rígida, silicone ou borracha são indicados para a aplicação de produtos próprios para dar efeito de textura. - Rolos de pêlo baixo (de 5 mm a 12 mm) são indicados para superfícies lisas. - Rolos de pêlo médio (de 19 mm a 22 mm) são indicados para superfícies semi- rugosas ou levemente texturizadas. - Rolos de pêlo alto (25 mm) são indicados para superfícies rugosas ou texturizadas.



Quando devo pintar? Subir (Voltar)
A principal finalidade da pintura é proteger a superfície pintada. O embelezamento da peça ou a decoração do ambiente está em segundo lugar. Quando expostos, a madeira resseca e começa a rachar, o metal ou o ferro começa a oxidar, enferrujando, e superfícies de alvenaria ficam mais vulneráveis ao desgaste por intempéries, pela umidade e pela ação mecânica. Assim, a pintura retarda o envelhecimento dos materiais. Já a necessidade de repintura varia de acordo com alguns fatores, como umidade, poluição, presença de crianças na casa, ou mesmo a intenção de renovar ou decorar o ambiente. O indicado pelos especialistas, para uma boa manutenção das paredes, é a repintura em até 3 anos, para ambientes internos, e 5 anos para ambientes externos.



Qual o instrumento certo para cada pintura? Subir (Voltar)
O pincel (de ponta pontiaguda) e a trincha (de ponta reta) são mais indicados para pequenas áreas, como grades, portas, janelas e molduras, e acabamentos nos cantos e detalhes. A brocha é como se fosse um pincel grosso. É mais empregada em caiação e pinturas de grandes superfícies. O rolo é mais utilizado na pintura com tinta látex (ou PVA) e é ideal para pintar grandes áreas, favorecendo o maior rendimento do material utilizado. Também existem os de borracha e silicone para textura decorativa. O spray é constituído de uma lata que contém a tinta e um gás sob pressão. Pressionando-se o bico, a tinta sai na forma de uma fina névoa. É vendido em embalagens pequenas, sendo mais econômico no caso de pintura artesanal e em pequenas peças. A pistola, com o auxílio de um compressor e uma mangueira, utiliza tinta mais fina (mais diluída) e pode cobrir grandes espaços rapidamente. O acabamento é muito superior ao do rolo, porque forma camadas finas e possibilita uma pintura uniforme, tanto em superfícies maiores quanto em reentrâncias e detalhes. É muito utilizada na indústria, como automotiva e de eletrodomésticos, e para envernizar telhas e tijolos aparentes, por exemplo.



Como renovar o ambiente sem fazer reforma? Subir (Voltar)
Se o espaço a ser decorado tem aspectos que você gostaria de mudar, como o tamanho e a luminosidade, saiba que a pintura, acompanhada dos elementos decorativos certos, também pode ajudá-lo. Ambientes pequenos parecem maiores com paredes claras, e também o teto, que deve dar preferência à cor branco neve. O mesmo vale para a escolha das cores dos móveis. Deixe as cores mais vivas e ousadas para os detalhes e objetos de decoração, como almofadas e quadros. Se o piso é escuro, cubra com um tapete de cor clara, para diminuir o efeito "redutor" do tom do piso. Se o piso for claro, pode usar tapetes mais coloridos, mas de tamanhos pequenos. Escolha cadeiras e estofados que representem um aproveitamento melhor do espaço, oferecendo conforto sem atrapalhar a circulação no ambiente (distância mínima recomendada: 60 cm). Encostos baixos e cortes retos são ideais. Espelhos também dão a sensação de amplitude ao espaço. Cômodos mais espaçosos, podem ganhar um aspecto mais aconchegante quando se utiliza pintura colorida, ou se elege uma das paredes para aplicar cores mais fortes e/ou textura artística, por exemplo. Elementos como o piso, cortinas e móveis maiores já podem ter cores mais escuras e aspecto mais grandioso, desde que em equilíbrio. Se o ambiente não tem uma luminosidade natural satisfatória, dê preferência a cores claras nas paredes, pisos e, principalmente, no teto. Pode usar e abusar de espelhos, objetos e móveis de metal e vidro, que refletem a luz, dando mais luminosidade ao ambiente.

Dicas e Truques
Dicas e Truques -3 Cores - Tintas e Pinturas
Av. Professor José Maria Alkmim, 35 - Rio Pequeno | São Paulo - SP
Cep.: 05360-050 - 11 2369-9713 / 7705-0414 / 8803-2093 / ID 107*53200
contato@3corestintas.com.br
Arte & Você